Não indico obras artísticas (só às vezes)

1.

Eu acho muito problemático indicar qualquer coisa a qualquer pessoa. Livros, séries, filmes, álbuns, músicas.

Eu me vejo muito apegado a particularidades de cada obra. A narrativa do Tezza, por exemplo, me fascina; as histórias que ele conta, nem tanto. Fico perplexo com a construção de personagens em Lost; mas acredito que a série, por outro lado, peque pelo excesso no que diz respeito à história que conta e nas viagens que cria. Os diálogos que o Tarantino cria são excepcionais; a violência, no entanto, me repele aos filmes dele, também pelo excesso.

Mas cada obra do tipo me marca de uma forma — e há um pouco de cada uma no que eu faço.

2.

Por encarar indicações como coisa séria — ao indicar um filme eu o indico pelo todo, não por detalhes —, esse gosto por particularidades me impede de compartilhar o que eu consumo com outros. Você provavelmente vai odiar o final de Lost, se assistir por minha indicação. Nem eu sou muito fã daquilo tudo. Mas eu sou fã pela construção dos personagens e pela estrutura em flashbacks, que acho exemplar. Se você não tem um gosto pela experimentação e um olhar pra esses pontos específicos de uma boa obra, fica difícil te indicar alguma coisa.

Não é nada pessoal. É que eu sou meio doido mesmo.

3.

Nos meus textos, que são repletos de referências, eu indico MUITA coisa. Só que todas são por motivos específicos que muitas vezes não condizem com o todo. Indiquei um episódio de Rick and Morty, por exemplo, e mesmo só nesse episódio eu tenho ressalvas. Eu aspas indiquei The meaning of life, do Monty Python, mas tive o cuidado de falar apenas de uma ou duas cenas. Não me sinto bem indicando o filme completo, por ter vários pontos no longa que, de alguma forma, não me agradam (principalmente porque a estrutura em esquetes que não têm relações entre si abre margem pra isso).

Por outro lado, eu indicar poucas e seletas coisas faz com que normalmente gostem do que eu indico. Justamente por esse cuidado em indicar só obras que agradem pelo todo.

E pode ser diferente disso também. Nem meus textos eu indico. Ou às vezes eu indico algo por causa da particularidade e por achar que agrada pelo todo e recebo como resposta um “achei uma bosta”.

Enfim. Não confiem no meu gosto artístico.

Só às vezes.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© Insanidades Literárias

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Professional Blog Designs by pipdig